Close

A Dor e a Medicina Tradicional Chinesa

imagesA maior parte dos quadros de dor, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, se originam por uma obstrução do livre fluxo de energia (chamada de Qi pelos chineses) juntamente com a obstrução do livre fluxo sanguíneo.

Este processo de obstrução acumula calor em determinadas regiões e impede a irrigação de vasos, gerando frio e ausência de sangue por outro lado, causando desarmonias orgânicas e doenças.

Quando a dor aparece, está nos dando a indicação de onde acontece determinada obstrução. Exceto em casos de traumas e acidentes no local, nem sempre a origem da dor está no local exato de sua manifestação.

Por exemplo: Dores no trapézio podem indicar um problema relacionado ao fígado e uma dor na parte frontal da cabeça, se relaciona diretamente com o estômago.

Muitas são as formas de tratamento para as dores, a Medicina Tradicional Chinesa está a 5.000 anos utilizando suas técnicas como Acupuntura, Ervas e Alimentos através da Fitoterapia e Dietoterapia, Exercícios Físicos e Meditação, dentre outras técnicas como Massoterapia, Moxabustão e Ventosas.

Precisamos entender também que quando uma dor aparece, está nos chamando atenção para determinados hábitos que levam a obstrução de energia:

Alimentação rica em açúcar, farinha branca, sal, leite e derivados, frituras e embutidos, tendem a levar toxinas para nossos órgãos e gerar obstruções que se agravam em inflamações de vasos, tecidos, músculos, articulações, dentre outras estruturas.

Emoções não trabalhadas geram frustração e sentimentos como raiva, preocupação, medo e até alegria em excesso, se relacionam às causas de uma dor, tendo origem no campo emocional.

Sedentarismo, por sua vez, também leva a processos de dor. Imagine o quão nocivo pode ser para um corpo que passa por um problema de circulação, permanecer de 8 a 10 horas sentado numa cadeira.  A falta de movimento impede que o organismo consiga responder com sua própria força aos processos de obstrução.

Por isso é muito comum que os quadros de dor estejam acompanhados de sedentarismo, vulnerabilidade emocional, irregularidades alimentares e falta de circulação causando inchaços pelo corpo.

No dia 18 de Junho, conversaremos sobre o estes e demais aspectos relacionados às causas das dores, e orientaremos a mudança de alguns hábitos capazes de dar aos organismos as ferramentas necessárias para eliminar as dores.

Em dias de Crise e Prevenção:

– Acompanhamento com Acupuntura e/ou Massoterapia: A acupuntura e a massagem possuem um potente efeito analgésico. Vamos conhecer como funcionam tais técnicas na promoção do livre fluxo de energia e emoções no organismo.

– Fitoterapia: Para cada caso de dor, existem ervas e alimentos que podem utilizados para aliviar a dor nos dias de crise e prevenção de doenças.

– Alimentos ricos em substâncias antioxidantes: Vamos orientar alguns processos de desintoxicação e limpeza dos canais de circulação de sangue e energia como medida preventiva e de fortalecimento dos organismos obstruídos.

– Exercícios físicos leves e moderados: Para cada quadro de dor, há um exercício físico mais apropriado. Vamos debater as diferenças em cada necessidade.

– Acompanhamento Psicológico: A importância da orientação profissional ao aprender a lidar com as emoções, uma vez que todos os processos de doença também possuem uma ligação com as estruturas psicológicas de cada indivíduo.

Fernanda Toscano

Fitoterapia e Dietoterapia Chinesa e Brasileira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: