Close

TPM E ACUPUNTURA

08-plenitus_facebook_tpmA Síndrome Pré-Menstrual (SPM), também conhecida como Tensão Pré-Menstrual (TPM), refere-se a um complexo de sintomas físicos e/ou emocionais que ocorrem repetidamente, de modo cíclico, antes da menstruação (fase lútea) e que diminuem ou desaparecem com a menstruação. Atualmente, acredita-se que mais de 150 sintomas diferentes possam ser observados com o ciclo menstrual, podendo atingir intensidade suficiente para interferir nos aspectos da vida.

As mulheres com Síndrome Pré-Menstrual grave e prolongada quase sempre apresentam reações psicológicas secundárias, incluindo dificuldades de sociabilidade, tais como discórdia conjugal, dificuldade em manter amizades e isolamento das atividades sociais. Os sintomas mais comuns são:

a) Somáticos (físicos): distensão abdominal; acne; intolerância ao álcool; ingurgitamento e hipersensibilidade das mamas; constipação e diarréia; cefaléia; edema periférico; aumento de peso.

b) Sintomas mentais e emocionais: ansiedade; alteração da libido; depressão; fadiga; desejos alimentares; hostilidade; incapacidade de concentração; aumento de apetite; insônia; irritabilidade; letargia; mudança de humor; ataque de pânico; paranóia; atos violentos; isolamento.

Sabe-se da eficiência da Acupuntura no tratamento das dores conseqüentes a diversas causas, assim como se tem comprovado sua eficácia para aumentar a diurese e reduzir as oscilações emocionais e a ansiedade. Esse fato por si só, justifica a utilização da Acupuntura para o tratamento sintomático da SPM com ganhos, se comparado ao tratamento medicamentoso, já que não apresenta efeitos colaterais.
Contudo, a possibilidade de atuar comprovadamente sobre as funções neuroendócrinas, com a liberação de neurotransmissores e hormônios responsáveis pelo controle das diversas funções físicas e emocionais do ser humano, abre um leque maior de possibilidades de sucesso no tratamento, com maior segurança para o paciente.

Obviamente, as formas de explicar a ação da Acupuntura sobre uma disfunção não passam, originalmente (teorias clássicas), pelos conceitos neurológicos conhecidos, embora ainda hoje esses conhecimentos antigos utilizando uma linguagem simbólica e analógica – possam ser utilizados para ampliar o entendimento e a individualização de cada caso, bem como para a escolha precisa e a prescrição indicada (escolha de pontos e técnicas de estímulos).

Geralmente, o tratamento da tensão pré-menstrual por acupuntura requer de 10 a 20 sessões com uma ou duas aplicações semanais para as doenças crônicas, com possíveis intervalos entre as séries conforme a resposta terapêutica.

A eficácia da acupuntura no tratamento da dismenorreia é atribuída ao fortalecimento da circulação do sangue e da energia vital. Assim, o organismo consegue inibir a produção de prostaglandinas.

As prostaglandinas são substâncias responsáveis pelas contrações do útero durante a menstruação, ou seja, é a principal causa das cólicas menstruais. Além de amenizar consideravelmente as dores na região pélvica, a acupuntura tem outros efeitos muito positivos graças à sua ação que diminui o Sistema Nervoso Simpático, e aumenta o Sistema Nervoso Parassimpático, trabalhando, assim, uma melhora no humor e nos sintomas de ansiedade e irritabilidade da paciente.

Por todos os benefícios que proporciona aos pacientes, a acupuntura é um método alternativo e complementar que cresce cada vez mais em aceitação e reconhecimento.

Fonte – hong.com


#plenitus #acupuntura #tpm #prevenção#tratamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: